19 de novembro de 2016

Blog da Geração de Conteúdo

Seu site morreu: devo pedir perdão por lhe informar?

Você se lembra quando entrou em um site pela primeira vez? Pra muita gente, isso faz um bocado de tempo. Talvez 10, 15 ou até 25 anos. O que você recorda? Daquela tela branca com uma caixa no meio – não, não era o Google, mas sim o Altavista. Depois veio o Yahoo. Aqui no […]

por Marcel Souza
fundador da Geração de Conteúdo

publicado em 19 de novembro de 2016
site em construção?

Você se lembra quando entrou em um site pela primeira vez? Pra muita gente, isso faz um bocado de tempo. Talvez 10, 15 ou até 25 anos. O que você recorda? Daquela tela branca com uma caixa no meio – não, não era o Google, mas sim o Altavista. Depois veio o Yahoo. Aqui no Brasil, tínhamos o Cade? e o Achei. E quem nunca teve o revolucionário email grátis do Ig, aquele do cachorrinho felpudo?

Um ano pra um site equivalem a quantos anos na vida real?

A internet é um terreno onde a teoria da relatividade do tempo definitivamente é colocada à prova. Coisas feitas há 2 anos parecem jurássicas. E coisas do século passado?

Da mesma forma, por mais que seja difícil acreditar, ainda existem muitas empresas com o mesmo padrão de pensamento sobre a sua “casa na internet“. Sites que mais parecem catálogos, estáticos, sem nenhuma interação com o visitante.

A ignorância neste caso, não é uma bênção

Te convido para uma reflexão simples, mas importante para o raciocínio a seguir. Caso já tenha um website, pense sobre essas questões:

  • Quantos negócios seu site gerou hoje?
  • Quantos leads qualificados passam pelo seu site e saem sem deixar qualquer informação?
  • Quais páginas ou conteúdos trazem mais resultados?
  • O site será responsável por qual parcela da meta de vendas desse ano?

Se a maioria das respostas foi NÃO, vamos aos fatos. Seu site:

  • não gera negócios;
  • não auxilia na jornada de compra;
  • não transmite a mensagem que a sua empresa tanto batalha para passar.

Se o coitado ainda não morreu, já está velho, desatualizado e sem ressonância com o público. E a sua alternativa tradicional também não é fácil: investir muito tempo e dinheiro em um novo portal, que vai consumir um esforço memorável e ficar velho novamente em dois anos.

R.I.P.?

Se você não tem essas respostas ou ainda não tem informações mais básicas sobre os resultados gerados pelo site, é hora de você repensar sua sua estratégia, e definitivamente reposicionar seus ambientes digitais (site, blog e landing pages) como parte da estratégia de negócios.

Portanto, antes que seja tarde, faça uma reflexão e responda honestamente: meu site morreu?

Comentários

comentários

Share This